{ Resenha } Os sete, de André Vianco


Autor(a): André Vianco

Ano de lançamento: 2000

Número de páginas: 429

Gênero: Terror / mistério

Classificação: 3/5



Sinopse: "Nobres homens de bem, jamais ouseis profanar este túmulo maldito. Aqui estão sepultados demônios viciados no mal e aqui devem permanecer eternamente. Que o santo Deus e o santo Papa vos proteja." Uma caravela portuguesa naufragada com mais de 500 anos é descoberta no litoral brasileiro. Dentro dela, uma estranha caixa de prata lacrada esconde um segredo. Apesar do aviso gravado, com a recomendação de não abri-la, a equipe de mergulhadores que a descobriu decide seguir em frente, e encontra sete cadáveres. Esses corpos misteriosos e cadavéricos são levados para estudo e tudo parece estar sob controle, até o despertar do primeiro deles. 

♦♦♦

Este livro fala sobre a lenda dos vampiros, e retrata essas criaturas como muitos livros e filmes de antigamente. Criaturas horripilantes, aterrorizantes, que matam, gostam de matar, deixando um rastro de terror por onde passam... Mais uma peculiaridade chamou minha atenção: Eles tem super poderes.
"Inverno" tem o poder de congelar tudo por onde passa, 
"Acordador" tem a habilidade de acordar os mortos, os transformando em zumbis,
"Tempestade" tem o poder de causar grandes tempestades, com trovões, relâmpagos, raios... 
"Espelho" tem o poder de copiar a aparência de qualquer pessoa,
"Lobo" se transforma em um enorme lobisomem,
"Gentil" consegue parar o tempo,
"Sétimo" é o mais poderoso de todos (mas este deixarei suas habilidades com um ponto de interrogação). 
Tudo começa quando César e Tiago, dois mergulhadores da cidade de Amarração, encontram uma caravela naufragada. Procurando por itens valiosos para venderem, os dois encontram uma caixa de prata com algumas inscrições gravadas. Curiosos, eles decidem reunir uma equipe de pesquisadores para retirar a grande embarcação do fundo do mar para estuda-la melhor. Após conseguirem fazer esta proeza, eles abrem a grande caixa de prata, e encontram dentro dela sete cadáveres. 
Durante os estudos, Eliana, uma assistente de um dos pesquisadores, sofre um pequeno corte na mão. Um ferimento ínfimo, mas suficiente para vazar sangue de sua carne e adentrar a boca de um dos cadáveres. Ele desperta, e foge do local, esperando a melhor oportunidade para resgatar seus irmãos. E isso não demora muito para acontecer.
Quando todos estão despertos, começa uma guerra entre o exercito brasileiro, que tenta a todo custo exterminar a existência daqueles seres da noite, e aqueles vampiros, que querem desesperadamente voltar para sua tão amada terra em busca de vingança. 
Eu gostei muito da escrita do autor, que descreve as cenas e os acontecimentos de uma forma muito simples, direta, deixando a leitura mais dinâmica. Mas um ponto negativo em relação a sua forma de escrever, é que, pelo menos neste livro (que foi seu primeiro) em alguns momentos quando encerra um capítulo e começa outro, ele pula algumas partes sem dar muitas explicações, deixando que o leitor tente decifrar os acontecimentos que ocorreram entre um capítulo e outro. Mas sem dúvidas, é um excelente livro para quem gosta de livros de vampiros. Principalmente com seu final, que deixa o leitor completamente aturdido e enlouquecido para continuar lendo está história no livro "Sétimo". 





Nenhum comentário:

Postar um comentário